OCT | Grupo de Projetos de Restauração da APA do Pratigi tem verificação concluída

Em 2011, a Organização de Conservação da Terra (OCT) validou um grupo de projetos de restauração na APA do Pratigi para carbono. Este ano foi realizada a primeira verificação do grupo de projetos de carbono, inédito na Mata Atlântica. Essa validação e verificação é importante para quem deseja vender créditos de carbono, pois certifica que a floresta em questão de fato sequestra a quantidade de carbono indicada.

No caso da OCT, a certificação segue os padrões internacionais VCS (Verified Carbon Standard) e CCBS (The Climate, Community & Biodiversity Standards), ambos avaliados pela Rainforest Alliance.

Bruna Sobral, responsável por indicadores, explica que essas verificações precisam ser realizadas a cada cinco anos. “A avaliação de verificação abrangeu o período de monitoramento de maio de 2011 a abril de 2016. Nesse tempo, o projeto removeu da atmosfera 1.543 toneladas de carbono através do plantio de 80,6 hectares”, explica.

Para a OCT, os números devem ser comemorados, afinal a verificação comprovou que, as áreas restauradas estão aumentando a conexão entre fragmentos florestais promovendo o fluxo de genes entre espécies nativas desse corredor da biodiversidade.

O Projeto alcançou nível ouro de aprovação para a adaptação da mudança climática e a Comunidade ao longo do período de monitoramento. Este primeiro grupo de projetos beneficiou 18 agricultores familiares, que cederam áreas em suas propriedades para restauração florestal e implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF).

De acordo com o documento da certificadora, “os benefícios climáticos são excepcionais, devido à resiliência contra os efeitos das mudanças no clima, como inundações e secas e quanto à segurança alimentar (pela implantação de sistemas agroflorestais biodiversos) e a segurança hídrica”. Essa declaração comprova que os projetos baseados em SAF e espécies nativas, promovem, no âmbito das estratégias de mudanças climáticas, mitigação e adaptação.

Para Joaquim Cardoso, Diretor Executivo da instituição, o momento evidencia bem a dedicação de toda a equipe: "a conquista da OCT demonstra a abrangência do seu programa, o que permite concluir ser integral, atendendo todas as premissas do Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade."

O segundo Grupo de Projetos está sendo preparado para validação em 2018.


  • 13/12/2017 • Geral
  • Facebook Twitter Google+ E-mail Imprimir página

Parceiros