OCT | Promover o envolvimento da família nas atividades do campo é uma ação constante da OCT, e uma das metas do Projeto Rural Sustentável – PRS

No intuito de integrar todos os componentes da família nas ações, planejamento e fortalecimento do vínculo dos mesmos com a terra em que vivem, foi idealizada uma série de oficinas, na qual a primeira delas, denominado Café com Prosa, realizada do dia 30 de outubro, buscou retratar a realidade vivenciada pelo homem, mulher e jovem do campo no passado e as perspectivas para o futuro, principalmente para mulheres e jovens.

O Café com Prosa contou com a participação dos técnicos da OCT e de 130 produtores beneficiários do PRS e seus familiares, dos quais, 42 mulheres e 28 jovens que contribuíram muito com a temática abordada, protagonismo feminino e juvenil no campo.

Luana Conceição dos Santos, representante da Associação dos Produtores e Produtoras Rurais do Tiriri, Piraí do Norte, participou da oficina e diz que a busca por novos conhecimentos e técnicas são meios de encontrar soluções para melhorar o mundo. “Minha família não usa agrotóxico, usamos a biocalda que enriquece o solo e o sistema SAF que melhora a qualidade do solo como um todo e a drenagem da água evitando a degradação da nossa terra, essas práticas transformam o meio ambiente em que vivemos”, diz.

O segundo encontro ocorreu no dia 16 de novembro, na Fazenda Tubarão, de propriedade de Arival Mamédio, agricultor assistido pela OCT desde 2012, e uma das Unidades Demonstrativas do PRS. Os temas abordados envolveram discussões sobre o uso consciente de defensivos agrícolas, bem como alternativas sustentáveis aos mesmos. A prosa girou em torno, também, da qualificação e envolvimento de mulheres e jovens em associações e cooperativas, buscando o acesso, fortalecimento e implementação da economia solidária, assistência técnica, tecnologias, entre outras abordagens que visam o respeito ao meio ambiente e o crescimento financeiro de forma sustentável.

Este segundo momento focou na perspectiva de incentivar e mostrar aos produtores rurais das comunidades vizinhas as possibilidades de trabalhar envolvendo toda a família e em harmonia com o meio ambiente. Seonária Costa Santana, coordenadora local do PRS, diz que as discussões serviram para evidenciar exemplos que estão dando certo, mostrando que é possível trabalhar sem o uso de agrotóxicos, voltados para produção orgânica e com vistas ao desenvolvimento de áreas de pequenos produtores com o SAF. “Temos que descontruir aquele pensamento imediatista de que o produtor não pode ter diversas culturas numa área só e que a diversificação não gera renda durante o ano todo. As práticas nas propriedades permitem que os produtores convidados possam estar vivenciando tudo isso, a diversificação de cultura, o trabalho orgânico, o incentivo da família, a contribuição da família no trabalho e a viabilidade econômica”, explica Santana.

Ainda estão previstos novos encontros, sempre abordando temáticas voltadas ao empoderamento da mulher o do jovem no campo focando em uma produção sustentável.

 


  • 03/12/2018 • Geral
  • Facebook Twitter Google+ E-mail Imprimir página

Parceiros