Zoneamento Agroeconômico e Ecológico

União entre UESC e OCT deverá gerar cenário socioeconômico atual e futuro da APA do Pratigi.

Parceria entre a Organização de Conservação da Terra e a Universidade Estadual de Santa Cruz, o Projeto de Zoneamento Agroeconômico e Ecológico do Ecopolo1, na Área de Proteção Ambiental do Pratigi (ZAEE) tem como objetivo evidenciar a potencialidade do uso das terras e o seu ordenamento, projetando cenários sociais e econômicos que mostrem de forma clara todo o potencial do território, a valoração dos ativos ambientais e territoriais, oportunizando o desenvolvimento socioeconômico em bases sustentáveis.

O projeto está realizando, em toda a sua área de abrangência, um Cadastro da Unidade Produtiva Familiar (UPF), Unidade Família (UF) e de Beneficiamento de Cacau que servirá de base para levantamentos socioeconômicos para o projeto ZAEE e também de dados para os indicadores monitorados pela OCT.

O ZAEE deverá ainda gerar produtos como o cenário socioeconômico atual e futuro da APA, a definição das terras com aptidão para as cadeias produtivas dos Sistemas Agroflorestais (SAF), bem como para a cadeia da pupunha, silvicultura e aquicultura e áreas prioritárias para a Conservação e Restauração Florestal.

Além disso, a pesquisa prevê ainda um modelo de projeção do desmatamento e degradação ambiental do ecopolo 1, e de seus cenários socioeconômicos para cinco e dez anos, seguindo os pressupostos e diretrizes do zoneamento.  

Parceiros