OCT | Rodada de Consultas Públicas para construção de Plano de Recursos Hídricos reúne Instituições e sociedade civil em Gandu

Gandu recebeu na Câmara de Vereadores, no dia 10 de julho, uma consulta pública para a implantação do Plano de Recursos Hídricos e Proposta de Enquadramento dos Corpos de Água das Bacias Hidrográficas do Recôncavo Sul.  O encontro reuniu organizações e pessoas interessadas no assunto e teve por objetivo apresentar as ações, programas e metas deste plano.

Um Plano de Bacia Hidrográfica é um instrumento previsto nas Políticas Nacional, Lei Nº 9.433/97 e na Estadual, Lei Nº 11.612/09. De acordo com o site do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema): “São planos diretores, de natureza estratégica e operacional, que têm por finalidade fundamentar e orientar a implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos, compatibilizando os aspectos quantitativos e qualitativos do uso das águas, de modo a assegurar as metas e os usos neles previstos, na área da bacia ou região hidrográfica considerada”*.

A Organização de Conservação da Terra (OCT), marcou presença no evento, uma vez que atua na região atendida e impactada pelo plano. De acordo com Rogério Ribeiro, coordenador de Conservação Ambiental, ao participar das discussões, a instituição contribui com conhecimento e experiências no tema, uma vez que apoiou a implantação de leis e programas municipais de Pagamento por Serviços Ambientais em outros municípios do Baixo Sul da Bahia. “Para a OCT é muito relevante contribuir cada vez mais com o desenvolvimento em bases sustentáveis da nossa região. Principalmente na questão de planejamento da paisagem, sob o ponto de vista de microbacias, sub-bacias e bacias hidrográficas”, apontou. 

Para Rosane Passos, tecnóloga em gestão ambiental e técnica em agroecologia, diretora especial do meio ambiente do município de Igrapiúna, que também estava presente no evento, o momento foi de extrema importância: “Acho que esse tema vem em um momento perfeito para estar se tratando e a importância de estar nos ensinando como planejar essa gestão dos recursos hídricos. Espero que a população possa abraçar essa questão, uma vez que nós precisamos da sociedade civil participando dessas discussões, não é só exigir do poder público fazer, a sociedade civil tem que fazer seu papel”. 

 

*Fonte: http://www.inema.ba.gov.br/2019/07/inema-inicia-a-iia-rodada-de-consultas-publicas-do-plano-de-bacias-do-reconcavo-sul/

 


  • 28/07/2019 • Geral

Parceiros